O perfil do investidor

O investidor

Um investidor é uma pessoa que aplica os seus recursos na compra de ativos financeiros negociados no mercado de capitais, em busca de rentabilidade.

O perfil de investidor

Em linhas gerais, é um questionário no qual você dá aos bancos de investimentos informações como idade, horizonte de aplicação, finalidade do investimento e tolerância ao risco. Com isso em mãos, a instituição financeira avalia a sua tolerância ao risco e pode oferecer produtos mais adequados à suas características e objetivos de investimento.

Quais os perfis de investidores?

Existem três classificações de investidor, o conservador, o moderado e o agressivo ou arrojado.

Investidor Conservador

Essa é a classificação dada aos investidores com grande aversão ao risco, aqueles que visam uma maior segurança em suas aplicações. Muitas vezes esse perfil tem objetivos de curto e médio prazo, por possuir uma idade mais avançada e um patrimônio já construído, buscando apenas a solidez de seu capital, ignorando oportunidades financeiras com maiores riscos.

Grande parte de sua carteira trata-se de produtos de renda fixa com baixo risco, como Tesouro Direto, CDBs, LCI, LCA e fundos de renda fixa. E caso tenha a intenção de aplicar uma pequena parte no mercado de renda variável, será em ações pagadoras de dividendos ou fundos, sejam eles de ações, multimercados, cambial ou imobiliários.

Investidor Moderado

Esse perfil está entre o conservador e o arrojado. Ou seja, ele ainda preza muito pela segurança de seu capital, porém tolera riscos a longo prazo.

Normalmente ele divide sua carteira em investimentos conservadores, de maior liquidez e investimentos com retornos de médio a longo prazo, com pouca liquidez.

Trata-se de um investidor com a carteira mais versátil, onde possui a segurança da renda fixa, está sendo a maior fatia de sua carteira, mas também aplica uma parte em renda variável, buscando lucros acima da média do mercado.

Investidor Agressivo ou Arrojado

Já o investidor com esse perfil possui uma maior tranquilidade em relação às perdas no curto prazo, ele as enxerga como passageiras e necessárias para que, a longo prazo, seus ganhos sejam acima da média do mercado.

O perfil arrojado dispõe de um bom conhecimento do mercado e visa o crescimento do seu patrimônio, pois é um perfil normalmente de pessoas jovens que ainda não construíram seu próprio patrimônio e, caso tenham grandes prejuízos a curto prazo, ainda terão tempo de se recuperar financeiramente.

Porém, vale lembra que, mesmo para os perfis mais arrojados, é recomendado que tenha uma reserva de emergência, garantindo uma liquidez maior para necessidades que possam surgir a curto prazo. Para que essa reserva tenha uma maior segurança, é importante que ela esteja em uma aplicação coberta pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Fundo Garantidor de Crédito (FGC)

Esse fundo é responsável por bancar o saldo de diferentes aplicações de renda fixa em caso de quebra do banco, dentro de um limite de R$ 250 mil por CPF por conglomerado financeiro.

Conclusão

Conforme observamos, a definição do perfil do investidor em CONSERVADOR, MODERADO OU AGRESSIVO é muito importante para orientar ou restringir o acesso a certos tipos de aplicações de maiores riscos.

Seja fiel ao seu perfil, pois isso irá exercer grande diferença no seu sucesso, de maneira que você agir contra a sua personalidade poderá fazer com que seus resultados sejam frustrantes.

Abrir bate-papo
Escanear o código
Olá
Podemos ajudá-lo?